quarta-feira, 20 de abril de 2016

Parábolas & Cinema #1: Mr. Sherlock Holmes (2015)


          Caros amigos do blog Parábolas Geek, estamos iniciando hoje uma nova categoria de Parábolas relacionadas ao mundo da sétima arte. Aqui trataremos de lançamentos do cinema, dos block busters aos filmes cult que não passam no grande circuito de cinemas. Esperamos que vocês curtam este novo universo de Parábolas! Estamos atentos às grandes premiações anuais e vamos buscar informações sobre estes filmes, além das tradicionais relações com nossa vida cristã,  que você já está mais que acostumado ao longo de três anos de nossas parábolas Geek tradicionais.

        Para iniciar nosso papo sobre cinema e cristianismo, quero abordar com você um filme de 2015 que não passou nos cinemas nacionais mas que foi bastante aclamado no exterior: Mr. Sherlock Holmes, estrelado pelo ator "Sir" Ian Mckellen que interpreta o grande detetive em sua velhice. Quando sua extraordinária memória começa a falhar, um caso de seu passado não solucionado, volta à tona para assombrá-lo. Tudo o que consegue recordar são fragmentos do caso, o que dificulta ainda mais o seu trabalho. Este fato somado à ausência e apoio de seu grande e fiel amigo Watson, traz um ar nostálgico ao filme. Holmes, agora com 93 anos de idade enfrenta o caso mais desafiador de sua carreira ou melhor dizendo, de sua aposentadoria. 

         Quando assisti a este filme, algumas semanas atrás, fiquei pensando em como nossa vida é efêmera e transitória. Uma das mentes mais brilhantes de seu tempo, enfrenta agora o desafio de poder relembrar daquilo que seria "Elementar" em outros tempos. Aquele que era celebrado por seus feitos pela Scotland Yard, agora estava esquecido em sua casa contando apenas com sua governanta que junto a seu filho fizeram companhia ao velho Holmes nesta derradeira fase de sua vida. O exemplo do personagem de Mckellen, mostra que independente da fama ou prestígio, a vida termina para todos, para o rico e para o pobre, para o famoso e para o anônimo, para o pai e para o filho, enfim, não temos controle sobre nosso tempo na terra.

        Trabalho com jovens e adolescentes desde 2011 na Rede de Jovens Conectados à Fonte de Curitiba, e desde setembro de 2014 conto com o pequeno Joshua meu filho em minha vida, para alegrar meus dias com aquilo que costumo chamar de "Vida em estado Bruto". Junto com Meiry minha amada esposa temos o desafio de auxiliar nosso filho a descobrir seu propósito em Deus.

          Estar sempre próximo dos mais jovens nos ajuda a manter nossa mente jovem. Hoje, com trinta e "poucos" anos de idade, olhamos para trás e vemos muitas coisas que já se passaram e esperamos por muitas coisas que ainda virão. Não podemos porém, projetar nossa vida sempre em função de um futuro longínquo, precisamos aproveitar nossa vida hoje! E quando falo em aproveitar, quero dizer viver a plenitude do chamado de Deus para nossas vidas. É entender seu propósito e deixar um legado na terra que permanecerá na memória daqueles que cruzaram seu caminho. Isto, em minha opinião é o mais próximo que podemos chegar da imortalidade, mesmo depois de nossa partida, permanecemos vivos na memória das pessoas com quem convivemos na terra.  Não podermos perder de vista que nossa permanência na terra é um espaço de tempo muito curto em relação à Eternidade, por isso nosso verdadeiro alvo deve ser o que vem depois deste período de "Aquecimento" para a Eternidade. Nossas atitudes aqui apresentam um reflexo na eternidade, por isso são tão importantes.
      Busque em primeiro lugar o Reino de Deus para que as outras coisas seja acrescentadas a você. A felicidade não é composta por bens materiais, mas de pequenos momentos simples e singelos que temos a tremenda oportunidade de ver todos os dias. Na correria de nossa vida cotidiana, corremos o perigoso risco de não enxergar estes momentos e vivermos uma vida infeliz, sempre esperando para amanhã a felicidade não alcançada hoje. Seja feliz HOJE! Viva os sonhos de Deus HOJE! Sorria HOJE! Amanhã pode ser tarde demais.


           Toda a vez que penso na finitude da vida humana e na necessidade desesperada que temos em encontrar um propósito que a faça valer a pena, penso sempre no livro de Eclesiastes, escrito por Salomão no fim de sua vida. Ao lermos atentamente, perceberemos que um homem que teve todos os seus desejos realizados não teve sua alma satisfeita. Ele escreve muitas recomendações aos mais jovens do que realmente interessa para um vida feliz nesta terra. É importante ouvir conselhos daqueles que já estiveram onde estamos para evitarmos os erros que eles cometeram. Este é um princípio de sabedoria muito importante que nos faz ganhar tempo em nossa jornada na terra. Uma chave que tenho descoberto em minha vida pessoal está contida na letra da música cujo link você encontra abaixo: 


          Deus é Aquele que satisfaz nossa alma! Com Ele suas necessidades serão supridas sem que tenha que se desesperar pelas coisas! Nele você é mais que vencedor e não importam as circunstâncias, você pode contar sempre com Ele para te ajudar em sua jornada! Aprenda com o homem mais sábio que já pisou na terra e seja feliz em sua juventude!
Um grande abraço e nos vemos em breve com mais um filme para nossa discussão!

Referências Bíblicas:

Afaste do coração a ansiedade e acabe com o sofrimento do seu corpo, pois a juventude e o vigor são passageiros. Eclesiastes 11:10

O vigor juvenil que enche os seus ossos jazerá com ele no pó. 20:11

Alegre-se, jovem, na sua mocidade! Seja feliz o seu coração nos dias da sua juventude! Siga por onde seu coração mandar, até onde a sua vista alcançar; mas saiba que por todas essas coisas Deus o trará a julgamento. Eclesiastes 11:9

Pastor Eduardo Medeiros
 



        

Nenhum comentário:

Postar um comentário