segunda-feira, 23 de maio de 2016

Teologia Bíblica #2: Oseias - O Profeta do Amor


 Bom dia caríssimos amigos de Parábolas! 

     Como pastor responsável pela Rede Conectados à Fonte em Curitiba, iniciamos uma série de mensagens sobre os Profetas Menores e gostaria de compartilhar com vocês um pouco do que estamos trabalhando com a juventude Conectada. Para saber mais a respeito deste projeto, acesse nossa página:


https://www.facebook.com/RedeConectadosaFonte/

     Neste sábado dia 21 de maio, trabalhamos com o livro de Oséias e gostaríamos de trazer até vocês um pouco do que conversamos com nossos jovens.

       Gosto muito da definição da Bíblia a Mensagem sobre o livro de Oséias que diz que este profeta é uma parábola viva. Deus usou sua própria vida para contar uma história ao povo de Israel e mostrar a realidade do relacionamento entre Deus e o Reino do Norte. A verdadeira face do amor de Deus para conosco pode ser lida nas páginas deste livro.

        Quando falamos em amor, o que vem a nossa mente?

1 - Para muitos, o amor pode ser visto em um casamento de muitos e muitos anos de companheirismo e cumplicidade:


2 - Para outros, o amor está do lado oposto, no início de um namoro com jovens apaixonados lutando contra um mundo que não entenda a dimensão de seu grande amor:


 3 -  Para muitos em nossos dias, o amor é limitado a um relacionamento carnal de sexo de todas as maneiras imagináveis, onde ao invés de uma visão, existem muitos "tons" de amor:

 

4 - Para outros, o amor é um relacionamento onde a alegria do casal determina o estado do relacionamento:


5 - Mas não é só de relacionamento entre casais que o amor existe. O Amor entre pai e filho é algo maravilhoso.


 6 - O Amor entre irmãos:

7 - Entre amigos:
8 - Entre melhores amigos (Best Friends Forever ou BFF):


9 - Ainda existe o amor entre os seres humanos e outros seres da criação:


     Nenhuma destas maneiras de amar que nossa sociedade aprova, algumas reais outras não, podem ser comparadas ao amor que Deus tem por nossas vidas. O estudo do livro de Oséias em minha opinião é o mais próximo que chegaremos de entender este imenso amor pelas nossas vidas. Por isso é importante entender este livro e seu conteúdo. 

     A algum tempo ministrei uma mensagem chamada a Face Oculta do Amor onde falamos que o sacrifício de Cristo na Cruz nos ensina sobre o verdadeiro sentido do amor por nossas vidas e nos leva a fazer o mesmo, nos doando em prol daqueles que necessitam. Fomos alcançados pelo Seu amor, precisamos mostrar a todos quanto possível este mesmo amor. Oséias por outro lado nos coloca face a face com a perspectiva do amor de Deus com relação a humanidade.

1 - Contexto

     Oséias viveu no século VIII a.C. e foi provavelmente o único profeta literário do Reino do Norte, Israel. Neste período, Israel vivia sua era de ouro com o reinado de Jeroboão II. O nome Oséias tem a mesma raiz de Josué, que significa salvação. Seu ministério começou cerca de 10 anos depois de Amós ter saído de Judá levando seus oráculos proféticos ao Reino do Norte, e durou no mínimo 25 anos, já que o primeiro verso do livro diz que Oséias profetizou entre os reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias de Judá e Jeroboão II de Israel. Seus escritos estão entre os mais antigos oráculos proféticos registrados e sua obra inicia a seção da Bíblia Hebraica chamada O livro do Doze, embora Amós anteceda Oséias. O livro de Oséias abrange o período Assírio (de meados ao final do século VIII a.C.) junto com os livros de Amós, Jonas e Miquéias.

     A prosperidade de Israel ocultava uma moral em decadência por parte do povo. Oseias levanta-se com a Mensagem de Deus em um período em que a sociedade não enxergava a condenação pregada por ele. Em três décadas a prosperidade se transformou em caos  e o Reino do Norte foi extinto pela invasão assíria. Mesmo sendo preservado, o Reino do Sul (Judá) não foi poupado dos discursos de Oseias.

2 - Desenvolvimento
 
Oséias viveu nos últimos dias do reino de Israel. Devido a séculos de pecado, o povo estava chegando ao fim. A infidelidade espiritual do povo é comparada ao pecado de adultério. Para conhecer mais esse período da história, leia 2 Reis 14-17 e 2 Crônicas 26-29.
O livro de Oséias, talvez mais do que qualquer outro livro do Velho Testamento, expõe o coração de Deus. Oséias vive no próprio casamento o que Deus estava passando em relação a Israel. Os primeiros três capítulos descrevem a vida de Oséias. Ele se casa, mas a mulher dele se torna adúltera. Ele sofre com a infidelidade dela, mas ainda mostra a misericórdia para tomá-la de volta. Assim Deus viu a sua noiva, o povo de Israel, se envolvendo com "outros deuses", ou seja, cometendo adultério espiritual. Mesmo depois de tudo que Israel havia feito, Deus teria graça e misericórdia para reconciliar com esta esposa adúltera e estabelecer uma nova aliança com ela.
 


Oséias 1:1-11:

Palavra do Senhor que veio a Oséias, filho de Beeri, durante os reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias, reis de Judá, e de Jeroboão, filho de Jeoás, rei de Israel: Quando o Senhor começou a falar por meio de Oséias, o Senhor lhe disse: "Vá, tome uma mulher adúltera e filhos da infidelidade, porque a nação é culpada do mais vergonhoso adultério por afastar-se do Senhor".

Por isso ele se casou com Gômer, filha de Diblaim; ela engravidou e lhe deu um filho. Então o Senhor disse a Oséias: "Dê a ele o nome de Jezreel, porque logo castigarei a dinastia de Jeú por causa do massacre ocorrido em Jezreel, e darei fim ao reino de Israel. Naquele dia quebrarei o arco de Israel no vale de Jezreel". Gômer engravidou novamente e deu à luz uma filha. Então o Senhor disse a Oséias: "Dê a ela o nome de Lo-Ruama, pois não mais mostrarei amor para com a nação de Israel, a ponto de perdoá-la. Contudo, tratarei com amor a nação de Judá; e eu lhes concederei vitória, não pelo arco, pela espada ou por combate, nem por cavalos e cavaleiros, mas pelo Senhor, o seu Deus".

Depois de ter desmamado Lo-Ruama, Gômer teve outro filho.

Então o Senhor disse: "Dê a ele o nome de Lo-Ami, pois vocês não são meu povo, e eu não sou seu Deus. "Contudo os israelitas ainda serão como a areia da praia, que não se pode medir nem contar. No lugar onde se dizia a eles: ‘Vocês não são meu povo’, eles serão chamados ‘filhos do Deus vivo’.

O povo de Judá e o povo de Israel serão reunidos, e eles designarão para si um só líder, e se levantarão da terra, pois será grande o dia de Jezreel.


      Este primeiro capítulo traz algumas informações importantes sobre a vida de Oséias. Os grifos no texto mostram estes elementos que gostaria de destacar. O primeiro ponto é a ordenança do próprio Deus em tomar: uma mulher adúltera e filhos da infidelidade. Provavelmente, Gomer não era prostituta, mas fruto de um ambiente assim. Assim como o homem foi tomado por Deus em um estado de pureza e a deturpação veio a posteriori, o mesmo deve ter ocorrido com Gômer, apenas o amor de Oseias não foi capaz de refrear o contexto no qual sua esposa foi criada. 

     O texto nos fala de três filhos aos quais Gômer deu a luz: Jezreel, Lo-Ruama e Lo-Ami. A Palavra confirma apenas o primeiro filho como sendo de Oseias: ela engravidou e lhe deu um filho. Nas outras ocasiões o texto diz que ela apenas deu a luz aos dois filhos, o que indica que não eram filhos do profeta, mas frutos do adultério.Sobre os nomes de seus filhos:

Jezreel significa Deus espalha ou Deus semeia. Profeticamente significa que Deus espalharia seu povo no cativeiro e que depois semearia a purificação com o retorno. Este também é o nome de uma cidade onde fatos importante da História do Reino do Norte aconteceram, pois nela moraram alguns dos reis de Israel, e onde Jeú acabou com a casa de Acabe. Deus prometeu trazer castigo sobre a casa de Jeú e fazer cessar o reino e o arco (poder militar) de Israel. Deus usou Jeú para destruir a casa de Acabe e lhe entregou o reino. Mas, Jeú não se dedicou ao Senhor. Ele imitou os pecados de Jeroboão, filho de Nebate (2 Reis 10:31). Jeroboão II, o rei de Israel quando Oséias escreveu, foi o penúltimo rei da linha de Jeú. Depois da morte dele, Zacarias, seu filho, reinou por seis meses e foi assassinado, terminando o domínio da dinastia de Jeú (2 Reis 15:8-10).
 
O Vale de Jezreel ou Megido foi o lugar de algumas batalhas decisivas (Juízes 4-7; 2 Reis 23:28-30).

Lo-Ruama: é traduzido em algumas bíblias como Desfavorecida ou não amada. Mais uma vez, o nome tem um significado profético. Ele não mostraria mais favor (graça, misericórdia) à casa de Israel, mas ainda teria compaixão para com Judá. Este seria salvo, não pela força militar, mas pelo poder de Deus (veja o que aconteceu em Isaías 37:36-38).
1:8-9.

Lo-Ami: significa Não-Meu-Povo. A versão A Mensagem traz a tradução como Ninguém. Este nome simboliza a rejeição de Israel por Deus, para quem Deus seria ninguém.


No capítulo 2, Deus fala da restauração de Israel no futuro:




Oseias 2:19-23

Eu me casarei com você para sempre; eu me casarei com você com justiça e retidão, com amor e compaixão.
Eu me casarei com você com fidelidade, e você reconhecerá o Senhor.
"Naquele dia eu responderei", declara o Senhor. "Responderei aos céus, e eles responderão à terra;
e a terra responderá ao cereal, ao vinho e ao azeite, e eles responderão a Jezreel.
Eu a plantarei para mim mesmo na terra; tratarei com amor aquela que chamei Não amada. Direi àquele chamado ‘Não-meu-povo’: Você é meu povo; e ele dirá: ‘Tu és o meu Deus’. "
Deus muda o nome de Não Amada e Não-meu-povo, trazendo a redenção para Israel.
O terceiro capítulo do livro mostra como mesmo com todo o amor do marido, Gômer escolhe deixa-lo para viver suas paixões diante de outros homens. Deus ordena que Oséias busque sua esposa nos locais sujos onde ela se encontra e cuide dela. Ele faz o que o Senhor ordena e a encontra como uma escrava que precisa ser comprada para ler liberta.


3 - Verdade Aplicada


Com a história de Oséias podemos aprender algumas importantes lições sobre o amor de Deus por nós:

3.1 -  A primeira lição de Oséias é esta: se você fosse servir a Deus, de hoje até o dia de sua morte, ele não o amaria mais do que o ama agora. Porque Deus não o ama por causa do que você faz. Deus o ama apesar do que você faz. Somos supremamente amados e porque temos sido tão amados, retribuímos com adoração, serviço, amor e louvor.
3.2 - A segunda lição talvez seja para homens e mulheres que absolutamente não conhecem a Deus e jamais colocaram sua confiança em Cristo. É uma lição para pessoas de corações partidos e lares desfeitos, com sonhos desfeitos e vidas destruídas. É uma lição para aqueles que das profundezas de suas almas clamam na escuridão da noite: "onde está Deus? Onde está Ele para que eu possa encontrá-Lo?" A resposta do livro de Oséias é: "Deus não está perdido, você é quem está" .
3.3 - Este é o Deus que foi à cruz do Calvário, e em busca dos homens, através do túnel de um túmulo vazio. Sempre e sempre Ele os procura para trazê-los de volta até Ele. Quando os homens gritam: "onde está Deus?" A resposta é sempre a mesma. Deus está aqui mesmo. Ele está esperando por você. Ele pede que você venha até Ele. Ele o espera para enlaçá-lo com o Seu amor. Ele o apressa a vir pela fé, a fim de conhecê-Lo e conhecer a significação do amor na verdadeira profundidade do seu coração.

Encontramos um filme sobre Oséias e gostaríamos de compartilhar com você que chegou até aqui na leitura do texto.



Deus abençoe poderosamente sua semana!


Pastor Eduardo Medeiros
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário