sexta-feira, 8 de julho de 2016

Paradoxo Jovem #8: A Escala de Felicidade em Relacionamentos Amorosos





              
               
     Se você faz parte da geração X (década de 80) ou mesmo da geração Y que são aqueles que nasceram após a Revolução Digital do final do milênio passado, você vive em uma sociedade extremamente competitiva e exatamente por causa desta competição, nossos jovens estão cada vez mais individualistas e egocêntricos.
Vemos este fenômeno acontecendo no mercado de trabalho, onde o fim justifica os meios, nas famílias, onde irmãos competem pelo carinho dos pais, nas escolas onde alunos competem para ver quem é o melhor e na sociedade como um todo onde, por exemplo, a ditadura da moda mostra a todos o que é que as “pessoas legais” devem vestir. Com isso, pais precisam se sacrificar para conseguir comprar para seus filhos as roupas da marca da vez, trazendo muitas vezes sofrimento para dentro das famílias para que exteriormente o jovem possa se adequar aos padrões vigentes.


     Como este sentimento de buscar o próprio bem-estar está impregnado em nossa sociedade, os relacionamentos em nosso tempo enfrentam desafios muito superiores do que aqueles que os nossos pais enfrentaram. Como o desejo vigente é o da própria felicidade, muitos namoros, noivados, casamentos acontecem para suprir esta necessidade. Porém existem diferenças entre a maneira como a sociedade trata esta questão e como a Palavra de Deus enxerga o tema. 

     Segundo a Bíblia, se o seu objetivo ao entrar em um namoro, for o de ser feliz, a recomendação é a de que você desista da ideia e continue solteiro! (Pausa para seu rosto e a expressão de surpresa). Você só deve continuar com o seu namoro, ou então pensar sobre o assunto se o seu objetivo for o de fazer o outro feliz. Durante o Seu ministério na terra, Cristo nos ensinou a respeito de serviço e empatia (colocar-se no lugar do outro). Devemos aplicar os princípios em todas as áreas de nossas vidas inclusive na área emocional e de relacionamentos. 


      Se ao entrar em um namoro o que você busca são seus próprios interesses, em pouco tempo o namorado ou a namorada não estarão mais a altura de corresponder ás suas expectativas, pois ninguém conseguirá suprir as necessidades emocionais de alguém sem ter a contrapartida na mesma proporção. Porém, se ao iniciar um relacionamento sério o seu objetivo for o de fazer o outro ou a outra feliz, o que você receberá em troca? Seu namorado(a) , noivo(a) ou esposo(a) fará a mesma coisa com você e, quanto mais você buscar com todas as suas forças fazer o outro feliz, mais felicidade você receberá em troca naquilo que costumo chamar de escala felicidade. Esta escala tem apenas duas direções: para cima quando buscamos servir o outro abrindo mão de nossos interesses egoístas, ou para baixo quando tentamos transformar aquele ou aquela que deveríamos amar em escravo de nossas vontades resultando fatalmente no fracasso do relacionamento. 


      Você pode dizer: no papel parece muito fácil, mas na prática, quem consegue abrir mão de suas vontades para realizar os desejos de outra pessoa? Aquele que tiver um coração de servo assim como Cristo nos ensinou. Apenas duas pessoas muito bem resolvidas consigo mesmas poderão gerar um casamento que seja inteiro, como descrevemos no título desta mensagem, 1+1=1. Pessoas com baixa autoestima costumam ser ciumentas ao extremo, possessivas e manipuladoras. 


      A dica de hoje é que você mergulhe na Palavra de Deus, entenda que a obra que Cristo fez na terra englobam todas as áreas de nossas vidas, possamos aprender com Ele como devemos lidar com o relacionamento amoroso, praticar muito e nos arrepender quando errarmos no processo. 


      Abra mão de si mesmo, pois Ele tem planos muito maiores para sua vida do que você pode imaginar! Com Deus, abrir mão momentaneamente do seu sonho, o levará a viver uma vida muito mais gratificante na terra!
                       
Referências Bíblicas:


Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. Efésios 5:28


Pois nem mesmo o Filho do homem veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos". Marcos 10:45


Façam tudo com amor. 1 Coríntios 16:14

Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos. João 15:13

"Como o Pai me amou, assim eu os amei; permaneçam no meu amor. João 15:9

O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. 1 Coríntios 13:4

Então disse Deus: "Tome seu filho, seu único filho, Isaque, a quem você ama, e vá para a região de Moriá. Sacrifique-o ali como holocausto num dos montes que lhe indicarei". Gênesis 22:2

"Não toque no rapaz", disse o Anjo. "Não lhe faça nada. Agora sei que você teme a Deus, porque não me negou seu filho, o seu único filho. "Gênesis 22:12


Pastor Eduardo Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário