terça-feira, 18 de outubro de 2016

Parábolas & HQ's #45: Deadpool e as três armadilhas das feridas emocionais



     Olá caríssimas e caríssimos companheiros de Parábolas Geek, tudo bem com vocês? Na parábola de hoje, aceitei um desafio de um de nossos leitores que nos enviou uma mensagem para escrever um texto sobre o Deadpool. É um desafio porque Wade Wilson é um anti herói sem muita moral para ajudar no trabalho. Espero que você goste do texto, comente e compartilhe com seus amigos! 

     Wade Wilson viu sua mãe morrer de câncer quando tinha apenas cinco anos de idade. A tragédia perturbou seu pai que se entregou ao alcoolismo e o espancava por causa disso. 

     Ele cresceu com distúrbios psicológicos e também desenvolveu câncer em sua fase adulta. Foi aceito pelo projeto Arma X que tentou reproduzir o processo realizado com Wolverine nele. Recebeu o fator de cura, mas adquiriu problemas psicológicos. Não possui uma ética de conduta, atuando como um herói não convencional em algumas ocasiões e como mercenário trabalhando para os grandes vilões do universo Marvel. Os procedimentos cirúrgicos de aprimoramento pararam o avanço do câncer, mas deterioraram sua aparência.

Deadpool tem o segundo melhor fator de cura do universo Marvel, perdendo apenas para o Hulk. Ele possui três características que podemos utilizar para nossa reflexão de hoje.

1 - Wade pode curar-se de qualquer ferimento por mais extremo que seja. Por isso seu estilo de luta é descuidado, não se importando muito com a defesa. Ele ataca de maneira avassaladora e, mesmo que seja ferido, ele continua atacando. Muitas pessoas em seus relacionamentos afetivos adotam a mesma estratégia de Deadpool: entram em relacionamentos momentâneos não se importando se serão feridas por este relacionamento. Diferente de Wade, não temos a capacidade de nos curamos tão facilmente de feridas na alma. 

2 - Deadpool é conhecido como o Mercenário Tagarela. Ele fala demais o tempo todo e isso é utilizado como estratégia para confundir e distrair seus inimigos. Muitos de nós também falamos demais. Não devemos falar muito, pois a sabedoria está em ouvir mais que falar. Assim evitamos que outras pessoas sejam feridas pelas nossas palavras inconsequentes e não precisaremos nos arrepender do que dizemos. 

3 - Wade foi curado internamente, mas por fora ficou desfigurado e por isso usa máscara, já que todos sabem quem ele é. As feridas que temos em nossa alma de nossos relacionamentos com outras pessoas não pode mudar quem somos. Conheço pessoas que por algo não ter dado certo em suas vidas, tornaram-se amarguradas, tristes e sem esperança. Deus nos dá a cada dia uma nova oportunidade de mudar e melhorar, basta mantermos nossos olhos fixos em Jesus!



Referências Bíblicas

Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida. Provérbios 4:23

Você já viu alguém que se precipita no falar? Há mais esperança para o insensato do que para ele. Provérbios 29:20

Fariseu cego! Limpe primeiro o interior do copo e do prato, para que o exterior também fique limpo. Mateus 23:26

Histórico do personagem:

     Deadpool foi criado por Rob Liefeld eFabian Niciesa e apareceu pela primeira vez em 1991 como vilão da equipe mutante Novos Mutantes e X-Force. Ele foi baseado no vilão Deathstroke da DC comics, inclusive no nome Slade Wilson para o Exterminador da DC e Wade Wilson o Deadpool da Marvel. Foi representado nos cinemas em duas ocasiões: em 2009 no filme X-Men Origins: Wolverine (Só tenho uma palavra para este Deadpool: PÉSSIMO!!!!!!!!!! E sua redenção em 2016 com o filme solo do personagem interpretado por Ryan Reynolds

Pastor Eduardo Medeiros


Nenhum comentário:

Postar um comentário